in ,

Madrid: Cidade espanhola vira a capital gay do mundo na época da Parada

A capital da Espanha sempre foi uma das cidades mais gays do mundo. Os avanços em torno dos direitos da comunidade LGBT no país, como a aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo em 2005, contribuíram para isso.

Madrid é livre e sem preconceitos. É bem verdade que os brasileiros estão de olho na vizinha Barcelona. Com praias, inúmeros pontos turísticos e o comentado Circuit Festival, a cidade se tornou um balneário para ninguém botar defeito. Mas, Madrid também tem muitos encantos e se torna a capital gay da Europa, e do mundo, durante a semana da Parada, recebendo milhares de turistas de vários cantos do planeta.
 
POINT
A ala gay da cidade se concentra no famoso bairro de Chueca. A região, antes decadente e marginalizada, ganhou nova vida com a chegada da comunidade. Inúmeros bares, clubes, lojas e saunas voltadas para o público tomaram conta do espaço. A maioria dos estabelecimentos se concentra no em torno das ruas Hortaleza e Pelayo.

Já a rua Fuencarral foi invadida pelas lojas de marcas famosas. Por lá estão Diesel, Energie, Adidas e cia. Não deixe de conferir o Mercado Fuencarral, uma galeria com várias lojinhas de novos estilistas. 
 

Duas praças do bairro ficam bem agitadas do fim da tarde até a noite, principalmente aos fins de semana. A Plaza Chueca, onde fica a estação de metrô de mesmo nome, e a Plaza Vázques de Mell. O povo toma uns drinks e socializa num dos vários bares espalhados por elas. Há quem faça a linha econômica, sentando nos bancos das praças e comprando as bebidas nos “chinos”, mercadinhos dos chineses que estão espalhados pela cidade. O que vale é interagir, sem carão.

Dos bares da região, uma boa pedida é se jogar no Why Not. A noite mais gay é às terças e conta com uma divertida mistura de música pop internacional e espanhola.

PARADA

A Parada Gay de Madrid, que eles chamam de Orgullo e acontece geralmente no fim de junho ou início de julho (a de 2013 será no dia 6 de julho), é a maior da Europa. Fácil entender o por quê. A cidade toda se mobiliza em torno do evento, percebendo a sua importância e oferecendo opções de entretenimento gratuitas para os turistas.
Pequenos palcos são montados estrategicamente em vários pontos próximos à Gran Via, a principal avenida do centro da capital espanhola.  
 
A Plaza Chueca recebe um deles e o maior é instalado na Plaza Espanã, ao final da Gran Via, aonde se encerra a Parada. A programação dos palcos começa já na quarta-feira e segue até o sábado, dia em que é realizada a manifestação do orgulho. DJs, drags e bandas se dividem pelos diversos espaços e animam o público durante a noite. 
 
Mesmo depois que as apresentações acabam, os meninos e meninas continuam pelas praças noite adentro, até de manhã. Conversando, bebendo e paquerando. Além da massa espanhola, muitos turistas, especialmente de outras cidades da Europa, também aportam por lá.

A fama da Parada de Madrid é grande e tem frequentadores assíduos há muitos anos. “Aqui é muito divertido, temos a opção de curtir a rua, as festas são ótimas e os homens lindos”, conta Johanne Bern, alemão, que já foi a muitas Paradas na cidade.
 

No sábado, a parada sai da Puerta de Alcatá e percorre toda a Gran Via, até a Plaza Espanã. O evento tem início às 18hs. Como o dia se estende até às 23hs nessa época do ano, é hora mais que acertada para o seu início. Pelo desfile passam trios elétricos, bandas e uma multidão que vai seguindo o curso. Outros, preferem ficar nas calçadas, esperando a Parada passar.

Os trios são de festas e empresas. Muitos são temáticos, um só de ursos, outro de musculosos e por aí vai. O final da Parada se dá com uma grande festa na Plaza Espanã, que segue até a manhã de domingo. Nos últimos anos, por conta da crise, nenhuma grande atração baixou por lá, mas em 2010, para se ter uma ideia, a cantora australiana Kylie Minogue foi contratada pela prefeitura para fazer um show no local.


FESTAS
Além das festas de rua, as festas fechadas também são um grande atrativo da semana em Madrid. Talvez o principal motivo seja a beleza dos seus frequentadores. O maior número de homens bonitos por metro quadrado. Os moços são não apenas gostosos, como ocorre na maioria das grandes festas de circuito, eles são também bonitos e estilosos. Nesse quesito, Madrid deixa Barcelona e o Circuit Festival bem para trás. O som em Madrid também é mais pesado, não espere ouvir muitos hits de Lady GaGa e cia. 
 
Dois grandes selos dividem as atenções. A Infinita Gay Week e a We Party. A Infinita completa 11 anos em 2013. Nasceu como a principal festa da Parada no sábado à noite e foi estendendo sua programação ao longo dos anos. A edição de 2012 contou com 7 festas, incluindo uma Pool Party, até então inédita, e a festa do selo Supermartxé no domingo. 
 
Mas, o grande evento continua sendo a festa principal, no sábado à noite, logo após a Parada. Aproximadamente, cerca de 15 mil pessoas participam, para se ter uma noção do gigantismo da festa. Um palco poderoso é armado com uma estrutura de ferros, luz e painéis de leds de impressionar. 

Já a We Party costuma focar seus esforços em levar DJs conhecidos no seu line-up, como Peter Rauhofer, Abel e Offer Nissim. A label realiza 4 festas no fim de semana da Parada, sendo que a mais bombada delas é a do domingo, na Sala Riviera.

 
TEM QUE VER
GRAN VIA – A principal avenida da cidade concentra restaurantes, teatros, bares e grandes lojas, como Zara e H&M. O vai e vem de turistas e gente interessante é intenso e dura o dia todo. Só caminhar e conferir a bela arquitetura dos prédios, já vale o passeio. 
 
PARQUE DO RETIRO – O maior parque de Madrid reúne muita gente, principalmente nos meses de verão. Entre as atrações estão o Palácio de Cristal e o lago, aonde é possível alugar um barquinho. Pelas pistas, meninos e meninas se aventuram de patins e skate. Reserve algumas horas para sentar na grama e apenas curtir o lugar.  
 
MUSEUS – A cidade é famosa por seus museus. Os mais importantes deles são o do Prado, Reina Sofia e Thyssen Bornemisza. O do Prado é o maior deles e reúne obras de Velázquez , Goya, entre outros. As exposições temporárias também são imperdíveis. O Reina Sofia tem uma coleção de arte moderna espanhola de cair o queixo. Salvador Dali, Miró e muitas obras do Picasso, incluindo o famoso “Guernica”.  Já o Thyssen, criado por um barão austro-húngaro que dá nome ao museu, traz muitas obras da Renascença e também do Impressionismo e Construtivismo (www.museodelprado.es, www.museothyssen.org, www.museoreinasofia.es). 
CALLE SERRANO – A rua, bem como os quarteirões ao redor, é a área mais chique da cidade. Lojas da Prada, Burberry e cia dividem espaço na calçada. Muita gente elegante desfilando seus looks e restaurantes bacanas, porém caros. 
 
TAPAS – Uma das melhores maneiras de curtir a cidade é sentar num dos inúmeros bares que existem pelas praças e calçadões e tomar uns bons drinks. Para acompanhar, umas tapas, as famosas porções de petiscos do país. Vale lembrar que Madrid também tem alguns dos restaurantes mais renomados do mundo, com uma gastronomia impecável. Fique atento ao Fast Good, um restaurante no estilo fast food do famoso chef Ferran Adriá, que serve hambúrgueres e paninis. 
 
ONDE FICAR
HOTEL CATALONIA GRAN VIA – O hotel oferece quartos amplos e uma infra-estrutura completa, que inclui piscina na cobertura e academia. Os quartos com balcão tem vista luxo para a Gran Via. A diária do quarto duplo vai de 63 a 100 euros (www.hoteles-catalonia.com).
 
PETIT PALACE DUCAL – Pertecente a rede High Tech Hotels, o hotel boutique gay friendly está localizado no fervo de Chueca. Tem decoração moderninha e quartos maiores para até 4 pessoas. A diária do quarto duplo parte de 56 euros (www.hthoteles.com).
 
HOSTELS – A região de Chueca concentra vários hostels. Mas apesar do nome, não são albergues clássicos, já que a maioria deles oferece quarto privativo com banheiro. As diárias partem de 30 euros para o quarto duplo. 
 
QUANDO IR
A cidade fica mais agitada no  período do verão, entre maio e setembro. A Parada sempre é realizada no fim de junho ou início de julho. 
 
FIQUE ESPERTO!
METRÔ – A cidade possui uma rede extensa de metrô, que cobre praticamente toda a sua extensão. É a melhor maneira de percorrer grandes distâncias. O melhor de tudo, é que tem estação de metrô dentro do aeroporto.
 
PREÇOS – Comparada a outras capitais europeias, como Londres e Paris, Madrid é relativamente barata. É possível comer bem por 15 euros e nos bares, pode-se comprar uma bela jarra de cerveja por 2 euros. Já nas festas, o valor das bebidas é mais alto. Uma água pode custar 7 euros. 

Como seria o homem perfeito para você?
Todo mundo tem um tipo de homem perfeito, algumas pessoas têm algo muito bem definido e específico e outras pessoas menos.

Achar o cara perfeito – ou quase perfeito – nem sempre é uma tarefa fácil quando estamos buscando no lugar errado. E isso deve estar acontecendo com você!

O cara perfeito incluí também o que ele deseja. Se apenas uma noite, um lance rápido, um namoro e até um casamento.

Talvez esteja difícil para você encontrar essa pessoa porque ainda não procurou no Disponivel.com. Com mais de 548.284 homens cadastrados tenho certeza absoluta que o “seu número” está lá te esperando. Clique aqui e comece agora mesmo.

What do you think?

Que pena! Diretor desmente cancelamento do filme sobre a banda Calypso de Joelma

Acordo entre Polícia Civil e CEDS-Rio promete agilizar casos de homofobia