in ,

Ibiza: conheça um roteiro da ilha que reúne gays de todos os lugares do mundo

É incrível como só o nome desta linda ilha já nos traz boas lembranças de mar, praias transparentes e verdes. 
 
Gente bonita, jovem, gay, descolados e moderninhos do mundo todo, que se reúnem anualmente para curtir suas famosas baladas e famosos DJs, que fazem fama e dinheiro. Ibiza é o lugar para estar, viver, aparecer, namorar e curtir a vida.
 
 
A ilha não começou ontem no “turismo”, é um ponto estratégico para muitas nacionalidades e já recebeu muitos povos há séculos, desde os romanos, etruscos, piratas e hyppies. Hoje em dia, o público mais frequente é aquele que gosta de luxo e baladas eletrônicas que, por acaso, o turista gay também adora.
 
A comunidade LGBT  é muito bem recebida em Ibiza. Conforme a guia explica, é uma terra onde o vizinho não perturba para saber o que você fala, come, faz e como é sua vida. Cada um tem espaço e respeito pelo próximo. Essa energia se sente em vários momentos da viagem.
 
Vindo de Valencia, que é outro destino maravilhoso na Espanha, o voo chegou à Ibiza em uma hora. O hotel escolhido foi o maravilhoso Ushuaia, construído e pensado nos “baladeiros” internacionais.
 
 
Apesar do luxo, a ilha é totalmente democrática e atende a todos os bolsos, gostos e abriga vários tipos de turistas em sua grande parte em momentos bem “cool”: roupas leves, coloridas ou brancas. A sensação de férias está no ar e te acompanha o dia inteiro.
 
Para que quiser mais conforto ao explorar a ilha, alugue uma motinho ou os Smarters, disponíveis no Ushuaia. Bicicleta também é uma boa pedida. Além dos ônibus, que percorrem determinadas praias. Mas algumas são quase desertas e não contam com transporte público.
 
Além de festas e baladas, Ibiza tem muita história para contar e mostrar. Durante o dia há vários passeios para curtir diferentes regiões. É claro que tem que tirar um dia para visitar as Calas que, traduzindo, seria algo como penhasco, aquelas mini praias de pedra e areia, com um mar na cor verde e azul transparente, maravilhoso. Irresistível ao mergulho.
 
E para quem pode: alugue uma lancha e vá de praia em praia, não deixe de ir a Platges de Comte e Cala Bassa: super badaladas, tem uma ótima estrutura e são próximas. Agora, para conhecer melhor a ilha, vale a pena atravessar e ir até S’Illot D’es Rencli. O nome é complicado no dialeto local, mas a natureza é daquelas de cartão postal: mar azul, pedras, árvores, praia pequena e acolhedora.
 
Se isso tudo não fosse suficiente, ainda tem a comida do restaurante El Bigotes, com mesas ao redor do penhasco com aquela paisagem de matar de inveja qualquer viajante. 
 
 
E a Ibiza gay tem endereço na praia, por sinal muito famosa pelos Europeus, é a Es Cavallet. Uma praia de nudista, mas você pode optar em ir com ou sem roupa. Como a maioria das praias de Ibiza, tem uma estrutura completa para cadeiras e barracas. Além de lojas e o delicioso restaurante Chiringay: o nome diz tudo, aqui a comunidade LGBT tem toda a liberdade. 
 
Para a parte da tarde e começo da noite, a melhor sugestão é visitar a Villa antiga da cidade muralha, com suas ruas cheias de histórias, casas brancas com portas e janelas coloridas e muita flor. Saia por dentro do antigo forte e, ao lado da muralha, está a Rua das Virgens, que é onde começa uma viela com vários bares, restaurantes, lojas, voltados ao público LGBT. 
 
 
De drags animadas em bares e nas ruas, aos meninos distribuindo folhetos, tudo leva a conhecer a vida noturna da cidade. E o bacana é o visual do lugar, com seus formatos típicos, casas com muitos anos de existência e seu interior bem decorado e divertido, como um bar que tem balanços (com corda e banco de madeira) ao invés de bancos. O ritmo é de pura diversão e descontração. 
 
As opções para conhecer o turismo gay de Ibiza são muitas. Através da Secretaria de Turismo, visitantes conseguem muitas informações especiais, como mergulho com um dos catálogos mais bonitos, aluguel de barcos, bicicletas, carro, caminhadas, gastronomia, história e, claro, baladas em um lugar que hoje seu nome significa festa eletrônica: Pacha, sinônimo de gente linda, moderna, antenada e de bem com a vida.
 

Confira mais fotos no álbum abaixo!
 
* Clovis Casemiro viajou a convite da Fundación de Promoción Turística de Ibiza
Escritório de Turismo da Espanha no Brasil
 

Como seria o homem perfeito para você?
Todo mundo tem um tipo de homem perfeito, algumas pessoas têm algo muito bem definido e específico e outras pessoas menos.

Achar o cara perfeito – ou quase perfeito – nem sempre é uma tarefa fácil quando estamos buscando no lugar errado. E isso deve estar acontecendo com você!

O cara perfeito incluí também o que ele deseja. Se apenas uma noite, um lance rápido, um namoro e até um casamento.

Talvez esteja difícil para você encontrar essa pessoa porque ainda não procurou no Disponivel.com. Com mais de 548.284 homens cadastrados tenho certeza absoluta que o “seu número” está lá te esperando. Clique aqui e comece agora mesmo.

What do you think?

Ingressos para a final do Mister Brasil Diversidade 2013 já estão à venda; garanta sua mesa!

Hot! Modelos exibem corpão em editorial de sunga; vem ver!